19 maio, 2013

Eu sei que és tu


Pelas pernas bambas, pelas borboletas no estômago, pelos sonhos acordada, pelos pensamentos insanos, pelas ideias baralhadas, pela culpa atribuida, pelos planos e desejos, pelas conversas infinitas, pela saudade mansinha, pelo riso nervoso, pelo sorriso expontâneo, pelo cheiro e pelo abraço...

Eu sei que és tu.

Pela intimidade da tua mão na minha, pela cúmplicidade do meu olhar no teu, pela importância que dou a coisas aparentemente banais e pelo descaso que faço de alguns casos...

Eu sei que és tu.

Mesmo que eu esteja enganada, és tu o meu engano mais bonito. O engano que quero cometer hoje, amanhã e 60 segundos depois do fim do mundo.

Texto curtinho que fiz só para desejar um bom domingo aos meus lindos e apaixonantes leitores :)