22 julho, 2013

Preciso de ti esta noite


Faz frio...
O meu corpo grita pelo teu nome.
Necessito da tua presença e da tua temperatura de verão.
Quero-te aqui, comigo e para mim.
Inteiro e sem dividir.

Faz frio...
O café tem o sabor do teu beijo.
O cobertor decorou o teu cheiro.

Preciso de ti esta noite, mas o telefone não toca.
Os teus passos já não se ouvem na minha porta.
A campainha não toca.

Por onde andas?
Quando devias estar aqui?

A noite está vazia e preciso que me preenchas.
Que entendas a minha alma solitária.
A minha tristeza voluntária.

Preciso dos teus braços e abraços.
Precisos dos teus laços e amassos.

Vem.
A porta está aberta e o coraçao também.
Preciso de ti esta noite.