10 janeiro, 2014

Isto não é uma despedida

Os teus olhos lembram-me da vida mas o que vejo neles é dor, o que vejo neles é insegurança e a tristeza de saber que estão a olhar para os meus pela última vez.

Algumas coisas são sempre as mesmas, e eu gosto de chamá-las de certezas, assim como o sol e a lua... Eles nunca nos decepcionam, nunca faltam, em algumas alturas do ano podem atrasar-se mas sempre estão aí quando olhamos para o céu. Eu quero que tu penses em mim como uma coisa certa, como algo garantido. Não importam os ponteiros do relógio, não importa o que diz o teu horóscopo, eu vou mas volto. Eu volto sempre...
Sabes porquê?
Eu volto porque te amo.
Eu volto porque te pertenço.
Eu volto porque o meu lugar é ao teu lado.

Tu me dizes que quem ama nunca vai, eu te digo que o que vai é só o meu corpo, a minha alma e o meu coração estão contigo.
Isto não é uma despedida, limpa as lágrimas dos teus olhos. Isto não é um Adeus é apenas um Até logo, e mesmo antes de partir eu já sei que vamos encontrar-nos todos os dias nos meus sonhos.