05 maio, 2014

Outra família

Asfina é apenas mais uma vítima, assim como muitas crianças que tiveram o azar de nascer num lar destruído pelos vícios. Asfina é filha de Lilya e Posha, moradores de São Petersburgo na Rússia e desde que nasceu convive com drogas, bebidas alcoólicas e músicas pesadas. 

O caso tornou-se público em 2008 quando a fotógrafa Irina Popova foi desafiada a criar um ensaio sobre sentimentos. Em busca de inspiração para a realização do seu ensaio Irina andava pelas ruas da cidade quando encontrou Lilya a fazer xixi na saída de uma discoteca e pediu para fotografa-la, Lilya ficou animada com a ideia, fez poses e consefessou para a fotógrafa que o seu sonho era ser modelo ou actriz pornográfica, mas nunca conseguiu realiza-lo. 

Lilya convidou Irina para conhecer o seu apartamento, e o choque para a fotógrafa não foi apenas o cheiro estranho, as paredes sujas, o filme de terror na televisão, a quantidade de amigos num apartamento tão pequeno e nem as drogas espalhadas pelo chão, o maior choque foi a presença de uma criança de dois anos, que vivia aquilo todos os dias. Irina começou a fotografar o quotidiano da pequena Asfina e depois de algum tempo fez uma exposição em São Petersburgo, e publicou as fotos na internet, o que rendeu muitas críticas para os pais irresponsáveis e para a fotógrafa por ter observado um facto tão triste e não ter intervindo de outra maneira para além de fotografar. O casal foi denunciado, e muita gente revoltada sugeriu que a criança fosse para um orfanato. 
A série de fotos resultou num livro: ''Another Family'', a mãe da pequena Asfina saiu de casa e ninguém sabe do seu paradeiro até hoje.

Asfina no carrinho, a voltar para casa depois de uma festa. Lilya estava bêbada.





O casal pedia dinheiro para comprar drogas e usava a filha como desculpa.



Amigos do casal

Actualmente, Asfina frequenta o jardim de infância e mora apenas com o pai que tem tentado vencer os vícios.