22 outubro, 2014

Outubro Rosa com o grupo Makamba Dya Makamba


Sabias que o cancro da mama é o segundo tipo de cancro mais comum no mundo? 
Segundo a OMS, os casos de cancro da mama aumentaram 10 vezes desde 1960 e 1970. Dependendo dos hábitos alimentares e estilo de vida, uma em cada oito mulheres teve, tem ou terá esta doença. Apesar de ser raro, alguns casos ocorrem no sexo masculino. Em 2011, havia 1,5 milhões de pessoas diagnosticadas, sendo este o causador de 450 mil mortes anualmente em todo mundo.

Preocupante, não é? Então chegou a hora de fazermos alguma coisa.

Sabias que o mês de Outubro é Rosa? Sim. Este mês é cor-de-rosa, é prevenção e saúde. 
Outubro rosa é uma campanha mundialmente conhecida, que tem o objectivo de informar a população (especialmente mulheres) sobre o cancro da mama, a importância do exame e as possibilidades de cura.
O movimento surgiu em 1990 nos Estados Unidos, Nova York, onde vários Estados escolheram este mês para desenvolver acções isoladas sobre o cancro da mama e sensibilização a mamografia. Desde então, Outubro ficou conhecido como o mês de prevenção do cancro da mama.

Porquê ''Rosa'', e não ''amarelo'', ''azul'' ou ''vermelho''?
A cor-de-rosa está culturalmente associada ao universo feminino. Significa ternura, delicadeza, beleza, compreensão e afecto. Na altura em que surgiu o movimento, as entidades enfeitavam os espaços públicos com laços cor-de-rosa como um meio de sensibilizar as mulheres.

Este movimento espalhou-se pelo mundo de forma elegante e bonita, tal como nós. :)
O Outubro rosa tem motivado e unido a população de diversos países por uma causa muito nobre.
                       

Angola não está fora disso. O grupo Makamba Dya Makamba, está a organizar uma marcha de solidariedade aos pacientes e consciencialização para o cancro da mama.

Nereida, uma das mentoras do projecto, incentiva as mulheres a fazerem o auto-exame: ''O câncer da mama é o maior causador de mortes dentro dos diferentes tipos de câncer. A melhor forma de combatê-lo está directamente ligada ao diagnóstico precoce. Por isso, é muito importante fazermos o auto-exame mensalmente, com mais precisão no sétimo dia do período menstrual''.

Segundo o site da Rádio Nacional de AngolaMárcio Batalha, porta-voz do grupo, disse que o elevado número de mulheres presentes na marcha é sinal de que a sociedade está atenta e quer ajudar nesta luta que muitas mulheres enfrentam. “O cancro da mama é um flagelo que atinge principalmente as mulheres e esta marcha tem o objectivo de mostrar às pessoas que o cancro existe, mas tem cura. Por isso, queremos alertar as mulheres a fazerem o auto exame para que possam descobrir o mais rapidamente possível a doença e fazer o tratamento necessário para evitar que a enfermidade evolua para um estado crítico”

Segundo o Portal Platina Line, uma das mentoras do projecto, Luzimira de Carvalho, já foi diagnosticada com o cancro da mama. A mesma encoraja as mulheres a manterem-se informadas sobre o assunto. Afirma que teve dificuldades no início, foi vítima de insultos e discriminação. Felizmente, conseguiu tratamento e leva uma vida normal. Luzimira é um grande exemplo para as mulheres angolanas.



A marcha será dia 25 de Outubro de 2014(sábado), no Largo da Independência em Luanda.
Concentração: 08 horas
Partida: 09 horas
Traje: Camisola branca e um laço cor de rosa
Trajecto: Hospital Militar, Igreja Sagrada Família, Prédio do livro até ao Centro Nacional de Oncologia.
Contactos: 917 66 30 65 ; 923 42 01 02 ; 991 20 59 34