20 outubro, 2015

Viver é a arte do improviso

‘’A vida é um jogo, um filme sem guião, um instrumental inacabado.’’

Decidi colocar em prática todas as minhas teorias. Acordei para a vida e abracei o que acredito ser correcto. Tirei do papel todas aquelas palavras bonitas e transformei-as em acções. Fiz tudo isso, pela metade, e ainda me resta descalçar os pés e andar, descalça, um longo caminho. Este caminho, sei que é repleto de pedras e espinhos, irei cair antes de encontrar as rosas.
Mas não faz mal... Cair faz parte do percurso, e levantar também.
Só os corajosos é que falham, pois foram bravos o suficiente para tentar!
Quando falhar, irei sorrir e brindar a minha tentativa. Darei um gole de motivação e estarei pronta para o que vier a seguir.
Escrever a nossa própria história é assim: falhar a tentar...
Não sejamos vítimas dos factos, sejamos os nossos próprios heróis. Peguemos os batuques e toquemos a alegria de sermos quem somos. Dancemos a individualidade e abracemos a unidade.


‘’Viver é a arte do improviso.’’