17 maio, 2016

Meu coração decidiu parar de sofrer

Autora: Bereznick Rafael

Durante muito tempo vivi tentando esconder das pessoas os cacos que cobriam minha alma, escondia toda a dor, toda a mágoa e todo o sofrimento que tu causaste em mim. O mundo não sabe pelo que passei por tua causa, não, eles não fazem ideia do quão destruída tu me deixaste.
Tu partiste de repente, sem olhar para trás e sem te despedires. Tu partiste sem te importares com o quão devastada eu ficaria, em nenhum momento tu pensaste que o que estavas prestes a fazer seria quase o fim para mim, que aquilo secaria meu coração, despedaçaria minha alma e mataria-me por dentro. Tu simplesmente partiste, sem qualquer aviso prévio, sem um derradeiro adeus.
Durante o dia eu tentava convencer-me de que saíste apenas para comprar algo e que encontraste um desvio no meio do caminho. Quando as pessoas perguntavam por ti eu tentava sorrir e dizia que estavas em uma viagem tentando organizar algumas coisas. Eu era tão convincente em minhas palavras que todos acreditavam, nunca ocorreu-lhes o pensamento de que me havias abandonado. Mas de noite, durante as noites eu afogava-me em lágrimas, chorava até sentir meu estômago completamente comprimido. Na primeira noite precisei de apenas uma hora de choro para adormecer, mas a cada semana fui precisando de mais tempo, cada vez mais e mais até que chegou o dia de ontem, o choro começou mais cedo e terminou mais tarde, foram 24 horas de choro, chorei rios de lágrimas, oceanos de dor inundaram minha alma, saladas de emoções invadiram minha mente e tomaram conta do meu coração, chorei desesperada e desenfreadamente até que finalmente adormeci sobre as lágrimas.

Hoje senti que uma nova pessoa despertou com o raiar do sol, senti-me leve pela primeira vez depois de muito tempo, era como se as lágrimas do dia anterior tivessem levado toda a dor com elas. Quando saí do banho foi mágico, meu coração pareceu renovado. Pela primeira vez sorri na rua sem ter de fingir, sem precisar forçar para tentar convencer alguém. Foi natural, algo instantâneo e quando perguntaram por ti eu disse que havias morrido afogado em minhas lágrimas, mas que estava tudo bem. Eu ficaria bem. No dia anterior eu me destruí, mas hoje...Hoje eu me restaurei pois o meu coração escolheu parar de sofrer.