11 agosto, 2016

O sentimento



Ainda que eu dominasse toda técnica, que devorasse enciclopédias de práticas e teorias sobre o fazer artístico, sem o sentimento eu nada seria.
Ainda que minha voz envergonhasse os querubins que cantam para Deus, ainda que eu pintasse paraísos celestes, que dançasse como a expansão do Universo, sem sentimento eu nada seria.
O sentimento é substância.
Não confundamos sentimentos com sentimentalismos. Sentimentos são as forças motoras e propulsoras que movimentam tanto a arte, como o artista. São selos da benovolência oculta que faz com que alguém crie harmonia em pontos, aparentemente, desconexos.
O sentimento é o respirar da alma.
A fotografia da unidade do espírito, o resgatador das ideias não experimentadas…

O sentimento é abnegado e altruista mas, mesmo tempo, bravo e heróico; é o pai da gentileza e filho da cordialidade. É qualquer coisa que faz a arte não ser um erro.

Autor: Isis Hembe